sexta-feira, 1 de setembro de 2017

Criança de 8 anos de Mauriti-CE morreu após tomar um copo de cachaça, mas tem suspeita de estupro


 A única morte violenta registrada nas últimas horas na região do Cariri está envolta em mistério e a responsabilidade por desvendar a causa se encontra em poder da Perícia Forense de Juazeiro do Norte. 

Por volta das 19h30min desta quinta-feira morreu num dos leitos da UTI Pediátrica do Hospital São Vicente de Paulo de Barbalha a criança Maria Eduarda Cesário Soares, de 8 anos, que residia no Sítio Malhada Grande na zona rural de Mauriti. Após passar mal em seu município, a mesma foi socorrida por familiares ao Hospital São José de Mauriti e terminou transferida até Barbalha. 

A informação transmitida por familiares da criança foi que a mesma tinha ingerido um copo de aguardente ao ser internada às 07h30min da última segunda-feira, dia 28 de agosto, no hospital barbalhense, mas faleceu três dias e meio após. Diante das suspeitas de violência doméstica e até mesmo a possibilidade de um crime de estupro de vulnerável, a direção do hospital decidiu acionar a Pericia Forense para que seja feito o exame cadavérico. 

O objetivo é não deixar margem de dúvidas em relação aos motivos que levaram Maria Eduarda a ser internada e sua morte posterior que pode até ter algo mais que a ingestão de bebida alcoólica.

 Por Demontier Tenório

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.